Como funciona uma bateria? Descarga da bateria Qual é a bateria adequada para o meu carro? A anatomia de uma bateria Segurança e manuseamento Comparação da capacidade de ciclo Instalação e enchimento da bateria Powersports AGM da VARTA® Termos, definições e glossário sobre baterias
← Definições das baterias

Segurança e manuseamento

Para sua segurança e dos seus colegas ao instalar e manusear baterias, respeite todas as recomendações e conselhos de segurança abaixo.

PERIGO DE EXPLOSÃO DAS BATERIAS

As baterias contêm ácido sulfúrico e geram misturas explosivas de hidrogénio e oxigénio. Dado que a autodescarga das baterias gera gás de hidrogénio mesmo que elas não estejam em operação, guarde as baterias e execute trabalhos nas mesmas unicamente em áreas bem ventiladas.

Use sempre óculos de proteção e escudo de proteção facial ANSI Z87.1 (EUA) ou CE EN166 (Europa) ou óculos à prova de salpicos, quando trabalhar nas baterias ou próximo das mesmas.

Use sempre proteção adequada dos olhos, da face e das mãos.

Mantenha faíscas, chamas e cigarros longe da bateria.

Nunca tente abrir uma bateria que não tenha cápsulas de ventilação removíveis. (Consulte na fig. 1 a formulação aceitável e os símbolos atualmente utilizados nas cápsulas de ventilação.)

Mantenha as cápsulas de ventilação removíveis bem apertadas e niveladas excepto aquando da manutenção do eletrólito.

Certifique-se de que a área de trabalho está bem ventilada.

Nunca se debruce sobre a bateria ao colocá-la sob tensão, testá-la ou carregá-la.

Tenha cuidado ao trabalhar com ferramentas de metal ou condutores para evitar curtocircuitos e faíscas.

Safe charging

NUNCA TENTE CARREGAR UMA BATERIA SEM TER LIDO PRIMEIRO AS INSTRUÇÕES DE USO DO CARREGADOR UTILIZADO. Além dessas instruções de uso do fabricante do carregador, devem ser tomadas as seguintes medidas de precaução:

Use sempre proteção adequada dos olhos, da face e das mãos.

Carregue sempre as baterias numa área bem ventilada.

Mantenha as cápsulas de ventilação apertadas e niveladas.

Desligue o carregador e o temporizador antes de conectar os cabos à bateria para evitar a formação de faíscas perigosas.

Nunca tente carregar uma bateria visivelmente danificada ou congelada.

Conecte os cabos do carregador à bateria; o cabo vermelho positivo (+) ao polo positivo (+) e o cabo preto negativo (-) ao polo negativo (-). Se a bateria estiver no veículo, conecte o cabo negativo ao bloco do motor para servir de massa. Certifique-se de que a chave de ignição e todos os acessórios elétricos estão desligados. (Se o veículo tiver massa positiva, conecte o cabo positivo ao bloco do motor.)

Certifique-se de que os cabos do carregador não estão quebrados, desfiados ou mal fixos ao mesmo.

Ajuste o temporizador, ligue o carregador e aumente a taxa de carregamento lentamente até atingir o valor de amperes desejado.

Se a bateria aquecer ou no caso de desgaseificação violenta ou de esguichos de eletróltio, reduza a taxa de carregamento ou desligue o carregador temporariamente.

Desligue sempre o carregador antes de desconectar os cabos de ligação do mesmo à bateria para evitar a formação de faíscas perigosas.

MODO DE MANUSEAR O ÁCIDO DA BATERIA

O ácido da bateria ou eletrólito, consiste de uma solução de ácido sulfúrico e de água e pode destruir o vestuário e queimar a pele. TENHA CUIDADO ESPECIAL AO MANUEAR O ELETRÓLITO e tenha sempre uma solução — tal como bicarbonato de sódio ou amoníaco doméstico misturados com água — para neutralização do ácido pronta à mão:

Use sempre proteção adequada dos olhos, da face e das mãos.

Se o eletrólito esguichar para um dos olhos, mantenha-o aberto forçadamente e lave-o com água fria abundante durante pelo menos 15 minutos. Consulte um médico imediatamente.

Se ingerir eletrólito, beba água ou leite em grandes quantidades. NÃO PROVOQUE o vómito. Consulte um médico imediatamente.

Neutralize com bicabornato de sódio quaisquer esguichos de eletrólito no veículo ou na área de trabalho. Depois da neutralização, lave a área contaminada com água limpa. Para preparar um eletrólito com uma gravidade específica, verta o ácido concentrado na água sempre lentamente; NÃO VERTA a água no ácido. Agite sempre a água ao adicionar-lhe o ácido em pequenas quantidades. Se detectar a formação de calor, deixe a solução arrefecer antes de prosseguir com a adição do ácido.

Outros recursos e downloads:

A manutenção e os cuidados certos (PDF)

Guia de testes de bateria (PDF)